A A A

Cuidados nas Cachoeiras e Rios - 6 DICAS

Calor, solzão, dia alegre… pede uma cachoeira pra refrescar, não é? As cachoeiras ganham uma importância enorme nessa época quente.

Muita gente leva a família e passa dias inteiros curtindo esse presente da natureza, às vezes até acampados por perto. E voltam muitas e muitas outras vezes em épocas diferentes… mas alguns não voltam.

Sim, as cachoeiras e rios podem ser tremendamente cruéis se você não observar alguns cuidados básicos. Listamos 12 coisas que você precisa considerar SERIAMENTE na hora de se aventurar por quedas d’água por aí.

1 - Cuidado com o nível dos rios. No verão, especialmente quando faz sol e muito calor durante o dia, geralmente chove muito à tarde ou à noite, dependendo da região. Normalmente o volume de água dos rios fica mais alto e aumenta também os riscos de afogamento. A correnteza fica mais forte e qualquer descuido ela leva você com ela.

2 - Seguro morreu de velho. Mesmo que você esteja careca de conhecer o local, verifique a profundidade antes de mergulhar. As águas se movimentam o tempo todo e, com elas, as pedras, os troncos de árvores e a terra no fundo do rio. Um conhecido morreu aos 19 anos… mergulhou de uma pedra num poço que estava mais raso que o normal e quebrou o pescoço. Triste, não é? Então não abuse.

3 - Muito cuidado com as pedras. O fato delas estarem secas não quer dizer que não estão escorregadias. Por onde passa a água deixa limo e, mesmo que imperceptível algumas vezes, ele está lá e é perigoso. O risco de levar um escorregão nesses locais é muito, super, hiper, extra grande. Fique de olho especialmente nas pedras que possuem uma “sujeira” preta… escorregam feito sabão!

4 - Se vai com família, nunca deixe as crianças sozinhas. Elas geralmente são aventureiras, curiosas e não têm dimensão dos perigos. Não tire os olhos delas.

5- Cuidado com os chinelos de dedo (aqualas sandálias, tipo havaianas). Eles são um perigo, escorregam nas pedras pois não dão firmeza nenhuma aos pés e podem aprontar um tombo de uma hora para outra. E agarram na lama, tombo certo! Prefira papetes ou calçados com solado próprio para água, calçados que firmem bem nos seus pés.

6- Nas áreas mais difíceis de atravessar, não arrisque pulos e, se possível, caminhe usando as mãos também. Em alguns momentos, andar de quatro garante a passagem segura. Antes de dar um passo, teste se está seguro antes de colocar seu peso todo sobre o apoio – seja uma pedra, um tronco, um galho.

Fonte:http://www.viagenseandancas.com.br/2013/02/cuidados-essenciais-que-devemos-ter-nas-cachoeiras-e-rios/

Conheça a Cachoeira Macacos em Macacos / MG

Conheça também os bares e restaurantes e pousadas de Macacos, uma ótima opção para passar o dia.